A verdadeira essência do Salmo 23

A VERDADEIRA ESSÊNCIA DO SALMO 23 O Salmo 23 é, certamente, o preferido de toda a Cristandade, porque aclamado como o mais belo de todos os Salmos. Incontáveis são as residências, os estabelecimentos comerciais, os hospitais, as escolas, os veículos e até mesmo os jazigos, que ostentam ao menos um Versículo deste Salmo. O autor desta preciosidade é Davi, o mais célebre rei de Israel, que antes de se tornar rei era um desvelado e destemido pastor de ovelhas. Quem ler o texto do Primeiro Livro de Samuel 17:34-36, convencer-se-á de que o salmista e rei Davi era mesmo digno de possuir o título de Pastor, tanto natural quanto espiritualmente, na verdadeira acepção da palavra, o que o coloca, portanto, em total oposição aos pastores descritos em Jeremias 23:1-4, que inclui, também, os hodiernos. Sobre ele, Deus diz: “Achei a Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração.” (1Sm.13:14; At.13:22) A beleza e a magnitude do Salmo 23 são mesmo de encher os olhos e a alma; porém, a má interpretação por parte de algumas pessoas tem, lamentavelmente, causado o desvio da verdadeira essência deste O Salmo 23 (ou, pela numeração da Septuaginta, o Salmo 22) é atribuído ao Rei David, conforme a tradição judaica, David teria escrito este Salmo quando estava cercado num oásis, à noite, por tropas de um rei inimigo, daí o Salmo inserir tamanha confiança na Providência Divina contra os inimigos. Na tradição católica, o Salmo é rezado para afastar perigos e perseguições, sendo uma das orações mais poderosas. Alguns especialistas judaicos afirmam que há elementos cabalísticos em sua recitação em hebraico. É considerado o mais conhecido Salmo bíblico[1][2]. Uma das possíveis traduções para o português é:[3] David era o irmão mais novo, entre os numerosos filhos de Jessé. O pai escolheu-o para pastor. David, conforme relato bíblico,(Livro de Samuel) quando possuído pelo Espírito Santo, matava as feras para defender as ovelhas do seu rebanho. Daí a forte referência pastoril em "O Senhor é meu Pastor". Existem várias referências ao pastor e às ovelhas na Bíblia. Interessante pensar nas condições e locais da época assim como as ferramentas do pastor: • águas de descanso - pequenas lagoas onde as ovelhas bebem água. • vara - usada para enfrentar e afugentar animais selvagens. • cajado – usado para puxar as pernas das ovelhas quando se prendem ou içá-las quando caem. • óleo – azeite usado para tratar os ferimentos das ovelhas.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Deputados Assinam Emendas sem saberem o que estão assinando

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário